Sua versão do Adobe Flash Player deve ser atualizada
 Página inicial   Prospecção em CT&I | Página anterior
1. Princípios Básicos

Conceituação
   1. Princípios Básicos
   2. Definições Clássicas
   3. Métodos e Técnicas
   4. Leitura recomendada
   5. Glossário
   6. Referências

Os exercícios de prospecção buscam entender as forças que orientam o futuro, promover transformações, negociar espaços e dar direção e foco às mudanças. Estes estudos são conduzidos de modo a “construir conhecimento”, ou seja, buscam agregar valor às informações do presente, de modo a transformá-las em conhecimento e subsidiar os tomadores de decisão e os formuladores de políticas destacando rumos e oportunidades para os diversos atores sociais.

No que se refere ao desenvolvimento científico e tecnológico, tais exercícios têm sido considerados fundamentais para promover a criação da capacidade de organizar sistemas de inovação que respondam aos interesses da sociedade. A partir de intervenções planejadas nos sistemas de inovação, fazer prospecção significa identificar quais são as oportunidades e necessidades mais importantes para a pesquisa no futuro, sem perder de vista que os desenvolvimentos científicos e tecnológicos são resultantes de complexa interação entre diferentes fatores, da existência e ação de atores sociais diversos, de trajetórias tecnológicas em evolução e competição, de visões de futuro conflitantes, de urgentes necessidades sociais, de oportunidades e restrições econômicas, da crescente consciência ambiental e de muitas outras questões, pertencentes, inclusive, ao campo do imponderável.

Os processos sistemáticos de analisar e produzir julgamentos sobre características de tecnologias emergentes, rotas de desenvolvimento e impactos potenciais no futuro estão inseridos no conceito de Technology Future Analysis, que incorpora uma grande variedade de métodos de prospecção tecnológica. Neste sentido, TFA busca integrar conceitos de technology foresight e assessment studies, predominantes no setor público, e de technology forecasting e intelligence, mais ligados à demandas do setor privado.

Um estudo prospectivo envolve o uso de múltiplos métodos ou técnicas, quantitativos e qualitativos, de modo a se obter a complementaridade buscando compensar as possíveis deficiências trazidas pelo uso de técnicas ou métodos isolados. Uma vez que não faz sentido definir uma fórmula pronta para uma metodologia de prospecção, a escolha dos métodos e técnicas e seu uso dependem intrinsecamente de cada situação – considerados aspectos tais como especificidades da área de conhecimento, aplicação das tecnologias no contexto regional ou local, governamental ou empresarial, abrangência do exercício, horizonte temporal, custo, objetivos e condições subjacentes.

Podem ser esperados os seguintes benefícios dos exercícios de prospecção em ciência, tecnologia e inovação:

- promoção de canais e linguagens comuns para a circulação de informação e conhecimento de caráter estratégico para a inovação;

- mais inteligência antecipativa inserida no processo de tomada de decisão em ciência, tecnologia e inovação;

- incorporação crescente de visões de futuro no pensamento dos atores sociais envolvidos no processo de tomada de decisão e de criação de redes;

- apoio a decisões relativas ao estabelecimento de prioridades para P&D, gestão dos riscos das inovações tecnológicas, melhoria da competitividade tecnológica de produtos, processos e serviços.

Quanto às estratégias de execução, de modo geral, consideram-se dois grandes pontos de partida simultaneamente, uma vez que são essencialmente complementares:

Evolução Tecnológica: busca-se, a partir do referencial tecnológico, estudar as características das trajetórias tecnológicas consolidadas e identificar possíveis desdobramentos e principais condicionantes, além de identificar trajetórias emergentes e/ou alternativas. Neste caso, por meio da gestão da informação se pode visualizar o estado-da-arte e as tendências de determinado setor ou tema, com o objetivo de gerar informações sobre a sua trajetória passada e sobre as perspectivas futuras, bem como emitir a percepção sobre tendências inovadoras não consensuais.

Evolução Sócio-Institucional: busca-se examinar as maneiras pelas quais a ciência e a tecnologia se relacionam com a evolução da sociedade em distintos cenários. Para isso busca-se avaliar os possíveis impactos de diferentes estratégias de C&T no desenvolvimento, identificar incentivos e restrições sociais, políticas, econômicas e institucionais para as diferentes trajetórias de C&T, além de identificar e analisar a opinião pública e seu conjunto de valores.

Atualmente, considera-se que, o emprego sistemático de procedimentos participativos é variável chave dos processos de prospecção e tem evidente impacto na condução metodológica. Além de ser uma opção de encaminhamento que privilegia valores democráticos e confere legitimidade aos resultados, a ênfase na participação se justifica por constituir ela própria um elemento estruturante de arranjos coletivos que podem colaborar efetivamente na implementação dos resultados e reforçar as trajetórias tecnológicas no sentido das prioridades identificadas.

Finalmente, as metodologias e as técnicas preferencialmente adotadas para prospecção contemplam:

- a convergência de esforços para gerar orientações e recomendações;

- um processo interativo de comunicação e articulação de atores para maximizar a disseminação de informações estratégicas;

- a promoção da criatividade e da busca permanente de novas oportunidades.

O sucesso do amanhã reflete as estratégias do hoje!

Categorias Eventos Especialistas
 Busca em prospecção