Mapa do Site

Sua versão do Adobe Flash Player deve ser atualizada
Destaque

Publicação

Mestres 2012: Estudos da demografia da base técnico-científica brasileira

CGEE | 2012

A publicação dá sequência ao trabalho iniciado com o livro "Doutores 2010: Estudos da demografia da base técnico-científica brasileira", lançado em 2010 durante a 4ª Conferência Nacional em Ciência Tecnologia e Inovação, e marcou o início dos trabalhos do CGEE na produção de dados estatísticos sobre a formação e emprego de pessoal em nível de pós-graduação. O processo de trabalho da publicação Mestres 2012 envolveu em especial um esforço bem sucedido de mobilização e engajamento de diversas instituições-chave como a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (Capes), o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a Coordenação Geral de Indicadores do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Mestres 2012 é resultado do estudo sobre os mestres titulados no Brasil, desenvolvido em moldes semelhantes ao do estudo sobre os doutores. O livro apresenta um amplo conjunto de estatísticas sobre os programas, a formação e o emprego dos mestres, gerado a partir do cruzamento das bases de dados do Coleta Capes- 1996-2009 (Capes/MEC) e da RAIS 2009 (MTE). O trabalho também explorou a oportunidade de analisar os dados do Censo Demográfico 2010, recém publicado pelo IBGE. O censo trouxe dados separados de mestres e doutores o que permitiu analisar essa pequena parcela da população com riqueza de detalhes, estabelecer comparações com os egressos do sistema de formação no país, além de permitir a comparação dessa parcela com o restante da população.











Publicação

Doutores 2010: Estudos da demografia da base técnico-científica brasileira

CGEE | 2010

O Brasil conta hoje com uma vantagem comparativa para o seu desenvolvimento sustentável sobre a qual poucos têm ideia clara de sua dimensão e importância. A pós-graduação brasileira, que passa por intenso processo de crescimento, diversificação e amadurecimento, já atingiu uma escala e um padrão de qualidade que a distingue entre as nações emergentes. A relevância desse fato tem a ver com a importância vital que os recursos humanos altamente qualificados desempenham no processo de redução da excessiva dependência que nossa competitividade tem da exploração de recursos naturais e de mão de obra barata. A existência desses recursos humanos qualificados é essencial para o aumento das vantagens competitivas de base tecnológica, porque tais vantagens dependem de nossa capacidade de absorver, transformar e produzir novos conhecimentos e inovação. Em qualquer país, a pós-graduação forma uma reduzida parcela da mão de obra qualificada, mas essa parcela específica tem papel fundamental na formação de multiplicadores de recursos humanos qualificados e, em especial, na formação de doutores, que são profissionais com capacidade para realizar pesquisa e desenvolvimento (P&D) original.

Este livro se dedica a aprofundar e divulgar conhecimentos sobre a formação, o emprego e as características demográficas dos doutores. São apresentadas informações detalhadas e na sua maior parte originais sobre a formação de doutores titulados no Brasil no período 1996-2008 e sobre o emprego destes no ano de 2008. A essas informações foi adicionada uma análise demográfica que buscou situar essa população específica na dinâmica populacional brasileira mais ampla. Além disso, foram analisadas as dimensões e características do fluxo de estrangeiros que entraram no mercado de trabalho brasileiro no período 1993 a 2009 com autorização do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). A expectativa é a de que esses registros possam vir a constituir-se em importante fonte de informações sobre carências do mercado de trabalho brasileiro.

Os estudos que constituem os capítulos deste livro são resultado da ação do CGEE sobre a Demografia da Base Técnico-Científica Brasileira II, parte integrante de seu contrato de gestão com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) no ano de 2009.

A realização desses estudos é resultado de um intenso processo de colaboração do CGEE com o próprio MCT, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Ministério do Trabalho e Emprego e o Ministério da Previdência Social. O CGEE é muito grato a essas instituições e espera que a aproximação e colaboração desenvolvidas na realização deste estudo possam prosseguir em áreas de formação dos recursos humanos que constituem a base técnico-científica brasileira. O fato de a formação de doutores ter atingido um patamar altamente significativo, como demonstrado neste livro, não reduz, no entanto, a responsabilidade que o país tem de aperfeiçoar a política de formação de doutores. É de fundamental importância continuar a expandir e melhorar a qualidade dos doutores brasileiros de forma a melhor contribuir para o enfrentamento do desafio de produzir conhecimentos e inovações necessários ao avanço do processo de desenvolvimento sustentável brasileiro. Com a riqueza de informações e análises objetivas que propicia, estou segura de que este livro dará contribuição importante para o processo de discussão e avaliação das políticas recentes de formação de doutores, assim como para a sua reformulação ou aperfeiçoamento.

Mestres 2012: Estudos da demografia da base técnico-científica brasileira

Faça o Download

Documento 8.9MB

Acesse todas as tabelas

Tabelas da publicação em PDF e Excel

Compartilhe


Doutores 2010: Estudos da demografia da base técnico-científica brasileira

Faça o Download

Documento 3.9MB

Acesse todas as tabelas

Tabelas da publicação em PDF e Excel
SCN Quadra 2, Bloco A, Ed. Corporate Financial Center, 11º andar, Sala 1102, CEP 70712-900
Brasília, DF Tel.: (61) 3424 9600 Fax (61) 3424 9659