Notícias

Voltar

CGEE encerra rodada de reuniões do projeto Prospecção Tecnológica no Setor de Energia Elétrica

Energia

Na última quinta-feira (14), o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) finalizou o ciclo de reuniões da etapa de construção do futuro do projeto Prospecção Tecnológica no Setor de Energia Elétrica. Foram, ao todo, 43 reuniões ao longo de 15 dias, que contaram com a participação de 362 especialistas.

Cada encontro debateu uma macrotemática do setor e os participantes contribuíram com as suas experiências e pontos de vista para auxiliar na construção de propostas para o desenvolvimento da CT&I no setor elétrico do país.

“O projeto é muito importante pois estabelece cenários e possibilidades para vencer os desafios do setor” declarou o gerente executivo do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e componente de uma das reuniões do projeto, Roberto Fontoura, que apontou como destaque das reuniões a aliança entre a academia e a indústria na construção de cenários do setor.

Foram convidados especialistas de diferentes institutos de pesquisas de todas as regiões, empresas e consultorias que compõem o setor elétrico. Estiveram presentes representantes e pesquisadores de instituições como a Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), ONS, Centrais Elétricas Brasileiras (Eletrobras) e Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Além disso, participaram representantes de instituições que compõem a governança do setor, como ministérios e a Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

“O projeto recebeu contribuições de alto nível dos participantes e pesquisadores e, sem dúvida, serão excelentes insumos para contribuirmos para o desenvolvimento da CT&I no setor elétrico brasileiro”, afirmou a coordenadora do projeto, Ceres Cavalcanti.

O resultado preliminar da iniciativa será apresentado no Congresso de Inovação Tecnológica em Energia Elétrica (Citenel), do Programa P&D regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em agosto de 2017.



Sem comentários ainda. Please sign in to comment.