Notícias

Voltar

CGEE lança estudo com proposta para reformulação do Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária

SNPA

CGEE lança estudo com proposta para reformulação do Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária

Poucos países têm um setor agrícola tão diversificado e disperso territorialmente em tantos biomas complexos como o Brasil. E mesmo com essas características, o modelo da agricultura brasileira é uma referência global de sucesso. Com esse foco, o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), sob demanda do seu próprio Conselho de Administração, elaborou o relatório “Arranjos para o futuro da inovação agropecuária no Brasil – Nova abordagem para o Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária – SNPA”. O projeto foi realizado em parceria com o Conselho Nacional dos Sistemas Estaduais de Pesquisa Agropecuária (Consepa) e com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

O estudo tem como objetivo repensar o modelo de governança do SNPA, para enfrentar os atuais e futuros desafios em ciência, tecnologia e inovação (CT&I) agropecuária, além de possibilitar um ambiente de inovação na área. O agronegócio é visto, nacional e internacionalmente, como uma das atividades com maior impacto no desenvolvimento brasileiro. Além de ser o setor com maior capacidade de geração de empregos é, também, responsável por 22% do PIB nacional, movimentando cerca de US$ 200 bilhões por ano. O relatório lembra, ainda, que o Brasil tem uma grande disponibilidade de terra e água, inexistente na maioria dos países, tornando-o um forte candidato para suprir o crescimento mundial da demanda por alimentos, além de outras matérias primas oriundas do setor primário.

Esses bons resultados da agropecuária estão fortemente ligados às politicas agrícolas e às pesquisas realizadas nos centros de pesquisa e universidades. Por essa razão, o relatório destaca que esse setor exige visão estratégica bem definida, excelência e comprometimento. A proposta baseia-se em um novo arranjo entre as instituições de CT&I agropecuária, públicas e privadas, a fim de somar esforços, visando maior sinergia e união de recursos e experiências para enfrentar os desafios do setor.

A orientação da publicação compreende quatro fases. A primeira, “Planejamento”, refere-se ao plano de desenvolvimento para o estudo; na segunda fase, “Análise Situacional do Sistema Atual e do seu entorno e análise de modelos e alternativas de outros arranjos institucionais”, foi realizado um diagnóstico do sistema atual de CT&I e a análise de outros modelos praticados por países selecionados; a terceira fase, “Interpretação e Consolidação”, identificou alternativas de arranjos institucionais a partir dos resultados consolidados na fase anterior; e a quarta fase, “Comprometimento”, concluiu com a proposta final de nova abordagem para o SNPA.  

Para conferir o relatório e mais informações, acesse este link

 



Sem comentários ainda. Please sign in to comment.