Notícias

Cidades sustentáveis é tema de debate em evento do projeto Café com Design

Iniciativa é uma parceria entre o Iesb e o CGEE. O evento ocorreu no dia 11, em Brasília (DF), e contou com diretoras do Centro Brasil Design.

MCTIC lança consulta pública sobre a Política Nacional de Inovação

Foram organizadas reuniões com atores governamentais, representantes de empresas e startups; agentes financeiros; universidades e instituições de Ciência e Tecnologia (ICT); secretarias estaduais, municipais e Fundações de Amparo à Pesquisa (FAP).

Embaixada do Chile no Brasil e CGEE realizam mesa de diálogo sobre recursos hídricos

O encontro ocorrerá no dia 12 de novembro, na sede do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, em Brasília (DF).

Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis é pauta durante Seminário de Pesquisa em Design, no Chile

Iniciativa apresentada é desenvolvida pelo CGEE no âmbito do Projeto CITinova, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Iesb e CGEE promovem segundo encontro do projeto Café com Design

Tema dos debates será Design e Cidades Sustentáveis. O evento, que será realizado dia 11 de novembro, conta com diretoras do Centro Brasil Design.

ABM realiza seminário pela implementação dos ODS e da NAU nas cidades

Assessora técnica do CGEE participa do evento, que ocorre nos dias 5 e 6 de novembro, na sede da associação.

CGEE marca presença no Knowledge Cities World Summit 2019

O evento ocorre em Florianópolis (SC), de 4 a 7 de novembro. O objetivo do encontro é promover discussões sobre o desenvolvimento urbano das cidades.

Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis é apresentado em Congresso na Colômbia

A palestra fez parte da programação do XXIII Congresso Colombiano de Geografia. Observatório é desenvolvido pelo CGEE no âmbito do Projeto CITinova.

CDR DF homologa carteira com 29 projetos

Em oficina realizada ontem (31) e hoje (1º), representantes dos projetos selecionados apresentaram as iniciativas propostas.

CDR DF: aberta oficina de homologação de projetos

Evento segue até a sexta-feira (1º). Mesa de abertura contou com participação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, entre outras instituições.

Conteúdos mais visualizados Conteúdos mais visualizados

Voltar

Marco Regulatório de Ciência e Tecnologia é aprovado no Senado

SEMINÁRIO

Marco Regulatório de Ciência e Tecnologia é aprovado no Senado

A Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) e a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal aprovaram, nesta semana, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 77/2015 em sessão conjunta. A proposta segue agora em regime de urgência para votação no Plenário e propõe ações de incentivo ao desenvolvimento científico e tecnológico no Brasil, assim como à pesquisa e inovação.

O presidente da CCT e relator do projeto na CAE, Cristovam Buarque (PDT/DF), participou de um debate no Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) para uma rodada de perguntas e respostas sobre a sua proposta para a construção de um Sistema Nacional de Conhecimento e Inovação. Desde 2012, o texto vem sendo debatido.

O encontro contou com a participação de colaboradores do CGEE e convidados. Na ocasião, o senador trouxe uma questão pertinente para a CT&I no Brasil: com a implementação do marco regulatório, o que é preciso mudar no País para alavancar a economia com uma indústria que se baseie no conhecimento? De acordo com ele, o desenvolvimento deve contar com uma economia baseada em alta tecnologia, conhecimento e ausência de violência.

O senador falou, ainda, sobre a Lei de Inovação (Lei nº 10.973/2004), que trata da capacitação e alcance da autonomia tecnológica e desenvolvimento industrial do País. "Temos que levar os jovens para dentro de empresas e entidades ligadas à inovação. A universidade deve ser ligada com a realidade na teoria e na prática", afirmou.

Ao ser questionado pelo assessor do Centro, Antonio Geraldo, sobre o que pode ser feito para melhorar a articulação entre ministérios, secretarias e instituições de C&T, Buarque disse que precisamos de estratégias para que o Brasil dê esse salto. Sugeriu ainda que o Centro, como instituição da área, pense em táticas para melhorar o contato entre esses órgãos.