Notícias

Angela Hirata realiza palestra no CGEE

Empreendedora responsável pelo case das Havaianas estará no Centro nessa quarta-feira (19).

CITinova-MCTIC é destaque em Seminário Cidades Inteligentes e Sustentáveis

Evento aconteceu nessa terça-feira (04), em Brasília (DF). Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis (Oics) foi apresentado durante o encontro.

CGEE realiza oficina sobre especializações inteligentes

Participaram do encontro representantes dos Ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Desenvolvimento Regional (MDR).

Projeto busca mapear redes de fibras ópticas

Iniciativa irá subsidiar políticas públicas relacionadas à infraestrutura de banda larga. Mapeamento conta com o apoio do CGEE.

Condel define aplicação de R$ 30 bilhões na região Nordeste

Reunião marca posse do novo superintendente da Sudene, Douglas Cintra. A diretora do CGEE, Regina Silverio, representou o Centro na ocasião.

MCTIC e CGEE divulgam consulta pública da Política Nacional de Inovação

Apresentações ocorrem em diferentes cidades do Brasil. Consulta está disponível até 20 de janeiro.

CGEE apresenta Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis em seminário da ABM

Encontro tem como objetivo discutir a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e da Nova Agenda Urbana nos municípios.

Conteúdos mais visualizados Conteúdos mais visualizados

Voltar

Marco Regulatório de Ciência e Tecnologia é aprovado no Senado

SEMINÁRIO

Marco Regulatório de Ciência e Tecnologia é aprovado no Senado

A Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) e a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal aprovaram, nesta semana, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 77/2015 em sessão conjunta. A proposta segue agora em regime de urgência para votação no Plenário e propõe ações de incentivo ao desenvolvimento científico e tecnológico no Brasil, assim como à pesquisa e inovação.

O presidente da CCT e relator do projeto na CAE, Cristovam Buarque (PDT/DF), participou de um debate no Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) para uma rodada de perguntas e respostas sobre a sua proposta para a construção de um Sistema Nacional de Conhecimento e Inovação. Desde 2012, o texto vem sendo debatido.

O encontro contou com a participação de colaboradores do CGEE e convidados. Na ocasião, o senador trouxe uma questão pertinente para a CT&I no Brasil: com a implementação do marco regulatório, o que é preciso mudar no País para alavancar a economia com uma indústria que se baseie no conhecimento? De acordo com ele, o desenvolvimento deve contar com uma economia baseada em alta tecnologia, conhecimento e ausência de violência.

O senador falou, ainda, sobre a Lei de Inovação (Lei nº 10.973/2004), que trata da capacitação e alcance da autonomia tecnológica e desenvolvimento industrial do País. "Temos que levar os jovens para dentro de empresas e entidades ligadas à inovação. A universidade deve ser ligada com a realidade na teoria e na prática", afirmou.

Ao ser questionado pelo assessor do Centro, Antonio Geraldo, sobre o que pode ser feito para melhorar a articulação entre ministérios, secretarias e instituições de C&T, Buarque disse que precisamos de estratégias para que o Brasil dê esse salto. Sugeriu ainda que o Centro, como instituição da área, pense em táticas para melhorar o contato entre esses órgãos.