Notícias

CGEE debate com jovens cientistas a importância da iniciação científica

O presidente do Centro, Mariano Laplane, apresentou, durante a Expotec da SBPC, os resultados da avaliação que o Centro realizou sobre o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica do CNPq.

CGEE debate resultados da avaliação do Pibic durante a Reunião Anual da SBPC

O Centro participará das atividades da Expotec, mostra de ciência, tecnologia e inovação que reúne centenas de expositores, como universidades e institutos de pesquisa de todo o país.

CGEE lança livro sobre a percepção dos brasileiros acerca do tema C&T

A publicação será apresentada no café literário da ExpoT&C, mostra de ciência, tecnologia e inovação realizada durante a programação da Reunião Anual da SBPC.

CGEE apresenta projetos em dois eventos internacionais

O assessor técnico Marcelo Poppe representou o Centro na Energy Week, na Bélgica, e no Rising Powers and Interdependent Futures, na Inglaterra.

CGEE publica artigo no periódico BNDES Setorial

O assessor técnico do Centro, Marcelo Poppe, assina artigo sobre o papel da Plataforma para o Biofuturo.

CGEE reúne especialistas para consolidar planos estratégicos do setor de energia elétrica

Ciclo de reuniões debate nova etapa do projeto Prospecção Tecnológica no Setor de Energia Elétrica, que otimizará a distribuição de recursos do Programa de P&D da Aneel.

CGEE apresenta resultados da avaliação do Pibic ao Conselho Deliberativo do CNPq

A coordenadora do estudo, Sofia Daher, apresentará os resultados do estudo “A formação de novos quadros para CT&I: avaliação do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic)”.

“Brasil pode percorrer trajetória energética sustentável”, afirma presidente do CGEE

Mariano Laplane debateu, em seminário na UFCG, o documento Horizonte 2030 proposto pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal).

CGEE promove, na Paraíba, seminário internacional sobre desenvolvimento sustentável

A implantação de centros de desenvolvimento regional em universidades e ICT's será debatida no evento. A região de Campina Grande, por meio da UFCG, é um dos pilotos do projeto.

CGEE promove palestras para debater documento da Cepal

O secretário executivo da Cepal, Antonio Prado, vem ao Brasil para apresentar o documento "Horizonte 2030: a igualdade no centro do desenvolvimento sustentável”.

Conteúdos mais visualizados Conteúdos mais visualizados

Voltar

Marco Regulatório de Ciência e Tecnologia é aprovado no Senado

SEMINÁRIO

A Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) e a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal aprovaram, nesta semana, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 77/2015 em sessão conjunta. A proposta segue agora em regime de urgência para votação no Plenário e propõe ações de incentivo ao desenvolvimento científico e tecnológico no Brasil, assim como à pesquisa e inovação.

O presidente da CCT e relator do projeto na CAE, Cristovam Buarque (PDT/DF), participou de um debate no Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) para uma rodada de perguntas e respostas sobre a sua proposta para a construção de um Sistema Nacional de Conhecimento e Inovação. Desde 2012, o texto vem sendo debatido.

O encontro contou com a participação de colaboradores do CGEE e convidados. Na ocasião, o senador trouxe uma questão pertinente para a CT&I no Brasil: com a implementação do marco regulatório, o que é preciso mudar no País para alavancar a economia com uma indústria que se baseie no conhecimento? De acordo com ele, o desenvolvimento deve contar com uma economia baseada em alta tecnologia, conhecimento e ausência de violência.

O senador falou, ainda, sobre a Lei de Inovação (Lei nº 10.973/2004), que trata da capacitação e alcance da autonomia tecnológica e desenvolvimento industrial do País. "Temos que levar os jovens para dentro de empresas e entidades ligadas à inovação. A universidade deve ser ligada com a realidade na teoria e na prática", afirmou.

Ao ser questionado pelo assessor do Centro, Antonio Geraldo, sobre o que pode ser feito para melhorar a articulação entre ministérios, secretarias e instituições de C&T, Buarque disse que precisamos de estratégias para que o Brasil dê esse salto. Sugeriu ainda que o Centro, como instituição da área, pense em táticas para melhorar o contato entre esses órgãos.