I Seminário de Avaliação de Políticas de CT&I

Composição das mesas de artigos

 

Sessão I.A

Avaliação do Fomento

  1. (184192) Desestruturação do Modelo de Gestão Compartilhada do FNDCT e a Crise do Apoio Público à Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico no Brasil
  2. (184869) Moldando o Futuro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
  3. (183339) Análise do alinhamento entre os investimentos federais em C, T&I e as prioridades do setor de TIC no Estado de Santa Catarina
  4. (183995) Avaliação da Lei do Bem sob a ótica do modelo Principal-Agente

Sessão I.B

Avaliação de Programas 1

  1. (184934) Proposta de análise segundo a teoria da mudança: do Ciência sem Fronteiras ao programa institucional de internacionalização
  2. (184304) Avaliação institucional do programa Ciência sem Fronteiras na Universidade Estadual de Campinas
  3. (184820) Chamada Forma-Engenharia: Avaliação dos Resultados na Perspectiva dos Bolsistas
  4. (184906) Fomento à pesquisa científica no Brasil: a colaboração dos pesquisadores de excelência

Sessão II.A

Avaliação de Programas 2

  1. (184875) Evolução de coautorias do Programa SISBIOTA Brasil
  2. (184898) Impactos do Programa Sistema Nacional de Biodiversidade SISBIOTA Brasil
  3. (184849) Impactos da pesquisa em saúde no Brasil: o caso das pesquisas de mortalidade materna e morbimortalidade neonatal
  4. (184886) PPSUS/RS: um estudo sobre avaliação de impacto usando abordagem quase-experimental

Sessão II.B

Mesa 4: Avaliação de Iniciativas de Inovação

  1. (18423) Estudo preliminar das etapas de desenvolvimento dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NIT): Análise do equilíbrio entre a atividade de proteção de propriedade intelectual e transferência de tecnologia
  2. (184960) Análise dos Impactos dos Programas Start-up Brasil e Inovativa Brasil
  3. (184283) Proposta de indicadores sistêmicos de inovação para Avaliação do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento da ANEEL
  4. (184860) A cooperação com empresas aumenta a geração de tecnologia nas universidades? Análise a partir do Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq

Sessão III.A

Avaliação de Redes e Colaboração

  1. (183883) Publish or perish? Avaliação de redes de pesquisa e colaboração com RNPE
  2. (184920) Genealogia acadêmica: Um novo olhar sobre impacto acadêmico de pesquisadores
  3. (183123) O panorama recente da pesquisa oncológica mundial: Uma análise bibliométrica e de rede
  4. (184893) Um método orientado ao propósito aplicado ao Currículo Lattes para fins de concessão de fomento a pesquisadores em grupos colaborativos

Sessão III.B

Metodologias de Avaliação

  1. (184889) Mapeamento Tecnológico das ferramentas de gestão de propriedade intelectual das Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação ICTs do Brasil
  2. (182868) Abordagens de Avaliação de Políticas de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação a partir de algumas experiências
  3. (184925) Mapeamento, avaliação e diagnóstico da pesquisa na UnB como estratégia para gestão: primeiros resultados
  4. (184809) Caracterização da multidisciplinaridade das áreas de avaliação da CAPES por meio de análise temática

Pôsteres e artigos - trabalhos selecionados

 

Posters Artigos

 

Pôsteres

Seq.

Paper#

Title

Authors

1 184026 Avaliação de Políticas de Ciência, Tecnologia e Inovação na América Latina: evidências e tendências Adriana Bin,
Rafaela Marcelly de Andrade,
Lissa Vasconcellos,
Sergio Luis Monteiro Salles Filho
2 184267 Os Procedimentos de Avaliação Deverão Ser Previstos em Norma Específica da Instituição Financiadora: Art. 56, Decreto 9.283 de 2018 Novo Marco Legal da C&T Wayne Beskow
3 184325 Qualificando a Propriedade Intelectual Utilizada como Indicador na Seleção de Pesquisadores Rafael De Andrade
4 184650 Resultados do apoio do CNPq na área de energia renováveis Sérgio Roberto Gonsalves Tourino
5 184785 Escritório de Prospecção em CT&I: uma Proposta para Análise de Cenários em CT&I no Brasil. Cyrio Dellezzopolles,
Tatiana Dutra,
Emerson Santana,
Izabeth Farias
6 184786 O Fomento à Instrumentação Científica: uma política necessária Márcia Costa,
Ado Jorio
7 184817 Contribuição dos projetos DINTER para a criação de novos programas de pós-graduação Flávia Melissa Moraes,
Maria Rosa Chitolina Schetinger
8 184823 DEMUCTI: Uma metodologia flexível de apoio à tomada de decisão multicritério em CT&I Maria Marony Sousa Farias,
Danilo Nacif Júnior,
Cyrio Dellezzopolles
9 184826 O Índice Herfindahl-Hirschman (IHH) como Indicador de Concentração para Bolsas Produtividade por UF Danilo Nacif Jr
10 184914 Incentivo e promoção à pesquisa e inovação no Estado da Bahia Daisy Santos

 

Artigos

Seq.

Paper#

Title

Authors

1 182868 Abordagens de Avaliação de Políticas de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação a partir de algumas experiências Fernanda Sobral
Gilberto Santos
2 183123 O panorama recente da pesquisa oncológica mundial: Uma análise bibliométrica e de redes Bernardo Cabral,
Maria da Graça Fonseca,
Fabio Mota
3 183339 Análise do alinhamento entre os investimentos federais em C, T&I e as prioridades do setor de TIC no Estado de Santa Catarina Micheline Hoffmann,
Denilson Sell,
Dannyela da Cunha Lemos
4 183883 Publish or perish? Avaliação de redes de pesquisa e colaboração com RNPE Denise Leite,
Isabel Pinho,
Celia Caregnato,
Bernardo Sfredo Miorando
5 183995 Avaliação da Lei do Bem sob a ótica do modelo Principal-Agente Felippe Clemente,
Evaldo Henrique da Silva
6 184283 Proposta de indicadores sistêmicos de inovação para Avaliação do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento da ANEEL Renata La Rovere,
Antonio Lima,
Guilherme Santos
7 184304 Avaliação institucional do programa Ciência sem Fronteiras na Universidade Estadual de Campinas Cintia Granja,
Ana Maria Carneiro
8 184809 Caracterização da multidisciplinaridade das áreas de avaliação da CAPES por meio de análise temática Talita Oliveira,
Livio Amaral
9 184820 Chamada Forma-Engenharia: Avaliação dos Resultados na Perspectiva dos Bolsistas Enio Carvalho,
Danilo Nacif Júnior
10 184849 IMPACTOS DA PESQUISA EM SAÚDE NO BRASIL: o caso das pesquisas de mortalidade materna e morbimortalidade neonatal Antonia Angulo-Tuesta
11 184860 A cooperação com empresas aumenta a geração de tecnologia nas universidades? Análise a partir do Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq Thiago Caliari,
Márcia Rapini,
Tulio Chiarini
12 184869 Moldando o Futuro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Marconi Albuquerque,
Rita Lopes,
Ricardo DaSILVA,
Cristiano Cagnin,
Mayra Jurua
13 184875 Evolução de coautorias do Programa SISBIOTA Brasil Denise Oliveira,
Gabriel Sluzala,
Jackson Maia,
Mariana Cariello,
Marcia de Brito,
Margareth Carvalho
14 184886 PPSUS/RS: um estudo sobre avaliação de impacto usando abordagem quase-experimental Marilene Guidini,
Luciana Calabro,
Eduardo Ribeiro,
Odir Dellagostin,
Diogo Gomes
15 184889 Mapeamento Tecnológico das ferramentas de gestão de propriedade intelectual das Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação ICTs do Brasil Elton Henrique Alves de Oliveira,
João Geraldo Lima,
Angela Peres
16 184893 Um método orientado ao propósito aplicado ao Currículo Lattes para fins de concessão de fomento a pesquisadores em grupos colaborativos Kedma Duarte,
Rosina Weber,
Roberto Pacheco
17 184898 Impactos do Programa Sistema Nacional de Biodiversidade SISBIOTA Brasil Katia Ribeiro,
Roberto Berlinck,
Mariana Cariello,
Martha Marandino,
Jean Metzger,
Denise Oliveira,
Fabio Scarano,
Ima Vieira
18 184906 Fomento à pesquisa científica no Brasil: a colaboração dos pesquisadores de excelência Thiago Dias,
Tales Moreira,
Patricia Mascarenhas Dias
19 184912 Análise do processo de aprendizagem organizacional para a implementação de políticas de CT&I: o caso Embrapa Maria Oliveira
20 184920 Genealogia acadêmica: Um novo olhar sobre impacto acadêmico de pesquisadores Luciano Rossi,
Rafael Damaceno,
Jesús Mena-Chalco
21 184923 Estudo preliminar das etapas de desenvolvimento dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NIT): Análise do equilíbrio entre a atividade de proteção de propriedade intelectual e transferência de tecnologia Ado Jorio,
Juliana Medeiros
22 184925 Mapeamento, avaliação e diagnóstico da pesquisa na UnB como estratégia para gestão: primeiros resultados Cláudia Amorim,
Maria Felix,
Nunes Desnise,
Maria Emilia Walter
23 184934 PROPOSTA DE ANÁLISE SEGUNDO A TEORIA DA MUDANÇA: DO CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS AO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INTERNACIONALIZAÇÃO Walner Mamede
24 184960 Análise dos Impactos dos Programas Start-up Brasil e Inovativa Brasil Lenise Grings,
Janaína Ruffoni,
Ana Tatsch

Submissão de artigos e resumos

O I Seminário de Avaliação de Políticas de CT&I ocorrerá nos dias 12 e 13 de setembro de 2018, nos auditórios da sede do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em Brasília-DF. Haverá a submissão de trabalhos, conforme orientações da “chamada de trabalhos” abaixo:

 

Os trabalhos a serem apresentados deverão estar enquadrados nos seguintes eixos:

 

Eixo 1

Análise de políticas, programas e ações de CT&I

  • Análise das ações e programas de fomento à pesquisa científica e tecnológica e à formação de recursos humanos;
  • Avaliação regional de políticas e programas de fomento científico, desenvolvimento tecnológico e inovação;
  • Avaliação das ações e programas de CT&I voltados ao empreendedorismo em micro e pequenas empresas;
  • Análise de cenários para a CT&I no Brasil.

Eixo 2

Metodologias de avaliação e mensuração de impactos de programas, políticas e ações de CT&I

  • Indicadores de avaliação de resultados e impactos dos programas de fomento em CT&I;
  • Ferramentas ou procedimentos de análise de dados e informações na CT&I;
  • Redes de cooperação nacional e internacional no ambiente de CT&I;
  • Aspectos sócio-econômicos do impacto de programas e políticas de CT&I.

 

A submissão dos trabalhos será exclusivamente por meio do link abaixo:

 

Submissão de artigos e resumos

Nome do evento no sistema: “avaliacaocti”

 

Tutorial de como submeter

Início da submissão: 02/04/2018 – Fim da Submissão: 17/06/2018 (nova data)

O evento pretende reunir pesquisadores, profissionais e gestores ligados às áreas de avaliação de políticas em CT&I com o objetivo de integrar em uma rede consistente e sistêmica, como forma de dar visibilidade às informações na área de avaliação. Pretende atrair a atenção de todos os envolvidos, ampliando o debate sobre a estratégia de fomento e promovendo nacionalmente o intercâmbio entre profissionais, pesquisadores e interessados no tema. Almeja também estimular a capacidade inovadora por meio de estudos que contribuam para melhor compreensão e importância do tema para subsidiar tomadas de decisões e adoção de medidas que visem aprimorar instrumentos.

Com a realização deste primeiro evento, pretendemos institucionalizar um espaço para discussões regulares, atraindo mais pesquisadores e estudantes voltados para a temática, despertando o interesse e reflexão sobre o tema.

Além da possibilidade de exposição oral no Seminário, os trabalhos selecionados serão incluídos nos anais do evento e, a critério do comitê científico, os melhores artigos serão também publicados na Revista Parceria Estratégicas, edição de dezembro/2018.

Os artigos selecionados passarão por um “fast-track”, com o objetivo de tramitar a submissão e avaliações de forma mais ágil.

PARTICIPE!

ATENÇÃO – ORIENTAÇÃO PARA CONFECÇÃO DE PÔSTER

 

LETRAS: As letras utilizadas nos pôsteres devem permitir uma leitura fácil a distância de dois metros. Devem-se usar LETRAS MAIÚSCULAS E MINÚSCULAS para o conteúdo geral, pois o uso de letras de um mesmo tamanho podem dificultar a leitura. Devem-se evitar misturar diferentes tipos de fontes e diferentes estilos no mesmo texto.

 

RECOMENDAÇÕES:

TIPO DO TEXTO

TAMANHO DOS CARACTERES

CAPITULAÇÃO ESTILO

ORIENTAÇÕES GERAIS

Título

Sugerimos fontes de 20-24 mm – no máximo 100 pontos.

LETRAS MAIÚSCULAS ou em Negrito.

Incluir o título do trabalho, os nomes dos autores e as instituições onde o trabalho foi desenvolvido no topo do pôster.

Conteúdo

Sugerimos fontes de 24-28 pontos – no máximo 32 pontos.

Espaçamento simples. Letras maiúsculas e minúsculas.

Utilizar textos breves. Toda descrição de métodos deve ser simples e concisa.

 

Material: “lona”, padrão de Banneres. Deve ser enviado com as duas hastes de suporte (parte superior e inferior do material). Recomenda-se que o pôster seja confeccionado com cordão para ser pendurado.

Apresentação do pôster: os autores são responsáveis pela entrega de seus pôsteres no local de apresentação - conforme programação do evento -, bem como pela sua retirada. Durante a sessão de apresentação dos pôsteres é necessária a presença de, no mínimo, um dos autores junto ao mesmo para atender o público interessado e fazer sua integração com o conjunto de autores que participam dessa sessão.