Pular para o conteúdo

Estudos, Análises e Avaliações

Consistentemente com sua missão, o CGEE objetiva servir à sociedade brasileira agregando valor aos processos de tomada de decisão, formulação e implementação de políticas de CT&I, mediante a geração, o compartilhamento e a aplicação de conhecimento nessa área.

Balizando suas ações por uma visão de futuro e pela busca de excelência, o CGEE desenvolve suas atividades com base na discussão de idéias orientada para o consenso. Desde sua criação, em 2001, o CGEE vem aprimorando o domínio nas áreas de estudos com visão prospectiva, avaliação estratégica e informação em CT&I, que constituem hoje seu núcleo de competência. Essa atuação desenvolve-se por meio de um intenso esforço de articulação, objetivando tornar conseqüentes as ações realizadas, com a efetiva utilização dos produtos e resultados pelo sistema nacional de CT&I. Os estudos prospectivos, que identificam possibilidades futuras, constituem subsídios importantes para a tomada de decisão sobre estratégias a serem perseguidas. A abordagem adotada nos trabalhos incorpora a avaliação de impactos sociais, éticos e ambientais da tecnologia.

A avaliação estratégica dos impactos econômicos e sociais das políticas, programas e projetos ligados à área de CT&I compreende a análise dos elos entre objetivos, formas de organização e gestão, volume e estratégia de financiamento, além da participação dos atores. Busca-se, com isso, compreender o esforço, os resultados e os impactos de ações relevantes e sugerir diretrizes para seu aperfeiçoamento.

O Centro entende ser preciso ampliar o entendimento de que a tecnologia e as mudanças tecnológicas são indutoras e resultantes de interações complexas no contexto do bem estar social, econômico e político. Antecipar e entender o percurso das mudanças tecnológicas é, atualmente, um desafio para os gestores de organizações públicas e privadas. É com tal orientação que o CGEE busca contribuir, por meio da geração de subsídios, para o aprimoramento do Sistema Nacional de Ciência Tecnologia e a Inovação (SNCT&I).

 

Articulação

Atualmente, o grande desafio para os gestores públicos de organizações de C,T&I é gerar resultados com impactos econômicos e sociais que justifiquem os investimentos públicos realizados. Para tanto, necessitam, entre outras importantes mudanças no cotidiano das instituições, priorizarem as aplicações de recursos na direção de uma maior eficácia.

A capacidade de antecipação e visão de futuro, a tomada de decisão de forma participativa e a vinculação das ações às demandas identificadas irão, cada vez mais, diferenciar as organizações voltadas para a sociedade e as outras, que, por permanecerem isoladas, poderão estar vulneráveis ou mesmo insustentáveis. Nesse sentido, a capacidade de articular atores diversos da sociedade no desenvolvimento de atividades ganha cada vez maior importância.

Um importante aspecto a ser destacado no âmbito das ações do Centro é o estabelecimento de bases metodológicas para trabalho em rede, um elemento importante para subsidiar a formulação de políticas públicas. Os seus fundamentos devem considerar, entre outras questões, as necessidades de conhecer e discutir os principais modelos de rede nascidos de experimentos científico-tecnológicos, político-sociais e artístico-culturais já existentes no Brasil.

Como órgão de gestão e estudos estratégicos, o CGEE busca ainda contribuir para o aprimoramento institucional do SNCT&I, com destaque para as questões da segurança jurídica e do marco regulatório. Esse eixo abrange a análise e o desenvolvimento de novos modelos institucionais e de processos, métodos, instrumentos e mecanismos inovadores para a atualização e modernização dos sistemas de planejamento e gestão dos órgãos e redes de instituições que atuam na área de CT&I.

Neste contexto, o CGEE contribui com suas competências básicas, como estudos prospectivos e avaliação estratégica, desenvolvendo e adaptando metodologias para o aprimoramento do Sistema e propondo novas formas de prospectar o futuro e avaliar temas em CT&I.

 

Apoio à Gestão Estratégica do SNCTI

A missão institucional do CGEE, no Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação tem se consolidado ao apresentar subsídios às políticas públicas de CT&I e à gestão estratégica nessa área, com contribuições voltadas tanto para o setor governamental como empresarial.

No cumprimento desta relevante missão, o CGEE agrega valor aos processos de tomada de decisão, formulação e implementação de políticas de CT&I mediante a mobilização e o compartilhamento de conhecimentos de formuladores de políticas, tomadores de decisão e especialistas, para a busca de consensos. Também, atua no sentido de auxiliar a gestão de programas e projetos estratégicos em CT&I, por meio de estudos e subsídios para a formulação de políticas e estratégias governamentais nessa área.

As atividades do Centro ancoram-se nas diretrizes políticas do Governo Federal em consonância com as prioridades regionais em CT&I e compromisso com a inclusão social. As realizações do Centro, desde sua criação, confirmam seu papel estratégico no processo de construção de subsídios às políticas de CT&I.

Para bem desempenhar seu papel no SNCT&I, em sintonia com os princípios explicitados, o modus operandi do Centro deve atender a estas orientações:

  1. Articular-se com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e suas agências, além de outras instâncias governamentais e demais parceiros do sistema;
  2. Fortalecer sua agenda de trabalho em parceria com entidades representativas do setor produtivo privado em suas respectivas áreas de competência;
  3. Focalizar o alcance dos resultados, com busca permanente de excelência em seus processo e produtos;
  4. Fortalecer as competências de prospecção e avaliação estratégica; desenvolvendo as metodologias necessárias.
  5. Realizar atividade permanente de informação e análise sobre os sistemas nacional e internacional de CT&I;
  6. Difundir os conceitos, os estudos e os resultados das atividades do Centro;
  7. Incrementar a cooperação e o intercâmbio com entidades similares do País e do exterior.
  8. Mobilizar competências, nos âmbitos nacional e internacional, para o desenvolvimento de suas atividades, buscando uma eficiente relação núcleo funcional/contratados;

 

Disseminação de Informação de CT&I

A informação e a difusão do conhecimento devem realizar-se pela divulgação e ampla circulação dos resultados dos trabalhos e por atividades relacionadas à produção, sistematização e disseminação de dados científicos e informações para apoio ao processo de tomada de decisão, principalmente no domínio de CT&I.

Informação é o principal elemento de trabalho do CGEE. A sua aquisição, tratamento e disseminação são constitutivos da atuação do Centro na melhoria da qualidade da tomada de decisão associada a temas ligados a C,T&I de interesse nacional.

As atividades de editoração do CGEE baseiam-se na interação entre o planejamento e a concepção de suas publicações, assim como os propósitos de atuação nas áreas de prospecção, avaliação, desenvolvimento regional, interação universidade-empresa, divulgação, interlocução e articulação do Sistema Nacional de Inovação (SNI).